Rebirth - O dia que eu quase morri.

/
3 Comments
Essa é uma das histórias que nunca esperamos contar, mas que no final é sempre engraçado, isto é, quando sobrevivemos.
Meu voo tem 5 histórias boas para contar, uma mais engraçada e pior que a outra, e como sempre no final tudo acaba bem, tipo filme, mas por pouco. Antes de entrar no voo, já tinha começado tudo errado, o moço da vistoria de malas pediu para abrir minha mala, "a senhorita tem um globo de neve?" eu falei tenho oras... "Então você não pode levar, só na mala despachada" Eu falei pqp! Era só que me faltava, era um presente pra minha irmã, lindo, até cantava e girava sozinho... Eu não ia despachar minha mala de mão, para sumir ou sei la o que de ruim acontecer com ela, tenho trauma com isso... enfim comecei a chorar porque teria que deixar o globo de neve la, sentei no chão do aeroporto e chorava que nem uma criança com a bola tocando a musiquinha na minha frente, chorei chorei e veio uma funcionaria do aeroporto perguntando o que tinha acontecido, eu falei tudo embolado chorando em inglês, não sei se ela entendeu não, mas ela ficou conversando comigo, tentando me deixar calma, quando resolvi levantar peguei o globo de neve, fui na frente da  lata de lixo e joguei com muita força pra quebrar, pois era de vidro, pra ninguém poder usar o globo que era da minha irmã! Todo mundo ficou olhando para mim, imagina a cena também né...hahahaha! Começando agora as histórias do voo:

     Saímos já atrasados do aeroporto de NY o JFK, pra variar estava tudo congelado na pista e estava nevando, algumas horas de voo se passaram, quando começou uma movimentação anormal perto do meu acento, desconfiei que alguma coisa tivesse errado, porem não queria nem cogitar essa ideia... Alguns minutos depois o comandante falou " tem algum médico presente no voo", ninguém apareceu, de novo " tem algum médico no voo? TEMOS UMA EMERGÊNCIA MÉDICA". Enfim, apareceu uma enfermeira para ajudar... não adiantando muito o comandante avisou: " Teremos que pousar, estamos vendo a melhor rota, será em Porto Rico, na Colômbia ou na Amazônia". Pensei comigo, na amazônia, os índios que vão cuidar da mulher =P haha, o comandante decidiu que pararíamos em Porto Rico, achei o máximo sobrevoar Porto Rico mesmo não estando em meus planos... Vários casinos e talz.. isso porque era de madrugada... ( a melhor parte está por vir) Alinhando com a pista de pouso só dava para ver monte de carro de bombeiro, ambulância, policiais... Me senti em um filme de ação sabe, tudo vindo atrás do avião!!!! O que a mulher tinha ? Esqueci de falar né.. pois é a mulher estava quase morrendo dentro do avião, com hemorragia interna, tudo tinha estourado dentro dela, enfim ela foi para o hospital la em Porto Rico, e mandada de volta para Miami para poder voltar para o Brasil depois, a família dela o marido e os filhos não puderam ficar com ela. Um pequeno detalhe, ela só sabe falar português, imagina passando mal em Porto Rico e Miami sem falar nenhuma outra língua, SHIT !!

     Nessa confusão toda, me aparece uma russa, que só sabia falar russo ( vindo dos eua indo pro Brasil falando só russo é complicado né. ) BRIGANDO com todo mundo, brigando com a moça do lado dela, com a aeromoça, mas ninguém entendia nada as aeromoças só sabiam inglês e muito mal português, acabou que a russa se descontrolou porque ninguém entendia ela e começou a gritar, tiveram que segurar ela e a colocaram no ultimo acento do avião, finalmente ela ficou quieta, percebeu que ninguém entendia ela.

     Depois de mais de 3 horas parados decolamos, para melhorar a situação o querido comandante resolveu falar de novo: " O AVIÃO ESTÁ COM PROBLEMAS TÉCNICOS, TEREMOS QUE FAZER UM POUSO DE EMERGÊNCIA" nessa hora eu pensei: " é, agora é minha hora holy shit... mas o engraçado foi que me conformei sabe, realmente parei e pensei, isso em alguns segundos, "eu não posso fazer nada..." passou minha vida assim meio rápido e ainda pensei po voltei de uma viagem tão boa, ainda bem que isso não aconteceu na ida né HAHA me conformei mesmo, mas enfim voltamos e aterrisamos Porto Rico... Achei que moraria la por um tempo, porque o avião não conseguia sair de la. Mais duas horas se passaram para reparar o avião.

     Nesse intervalo de concertar o avião, ninguém acredita...aconteceu !! Um pedido de CASAMENTO !!! Sério meu, as aeromoças falaram no radio e tudo mais " gente um pedido de casamento, será que ela vai aceitar?!?! Ai todo mundo olhando com aquele olhar tipo: "esperança no fim do túnel", ela finalmente aceitou, todos aplaudiram no avião, por um momento todos ficaram felizes, tipo final de novela, de filme, ou algo do gênero... Na minha concepção o que se passou na cabeça do gringo: "Meu, só ta acontecendo merda nesse avião, custa pouco para ele cair, ainda mais com esses problemas técnicos, não vou esperar o por do sol no arpoador ou no pão de açúcar para pedir ela em casamento, vou pedir agora! Porque se morrer a gente morre noivos e juntos!! É agora !" ai assim ele pediu, pelo menos uma historia e tanto para contar do noivado né!?!? É o que eu penso HAHAHA

FINALMENTE chegamos todos inteiros no Rio de Janeiro com muitas horas de atraso, com todos os parentes de todo mundo preocupado porque não sabiam direito o que tinha acontecido. (Meu vivo conseguiu mandar uma msg de Porto Rico, até que não é tão ruim não né!)


 




You may also like

3 comentários:

Filipe Eutrópio disse...

óooooooooo que pena do globo, tao bonitinho =(
realmente foi uma historia e tanto, rs, quando li me sinti la dentro do avião kk amei amei amei
bjss *_*

Frederico Kanashiro disse...

kkkk... adoreiii! viver é muito bom! ainda mais com as surpresas...

Bim disse...

Também me senti dentro desse avião... ou melhor,mais fora do que dentro né! hehehehe
Sério que você não pediu um pàra quedas antes de decolar novamente ? kkkk
Tanta coisa acontecendo que dá até medo! Bom que deu td certo, ou melhor, quase tudo, prq o globo nao veio. abraço