Desapego: A mochila de viagem de uma fotógrafa.

/
1 Comments


Quando você está arrumando sua mochila e não sabe quanto tempo vai ficar pela estrada, o 'certo' é pensar nas possibilidades e precaver o que está por vir e dai tentar tirar uma média de tudo. Só que convenhamos, isso é muito difícil. Pelo menos para mim, é impossível. Arrumar meu equipamento foi tão difícil quanto fazer um roteiro, só que o roteiro eu acabei não fazendo mesmo mas não tinha como fugir do equipamento, afinal, como eu iria fotografar nesse tempo todo?! 

Isso me perturbou muito, pensei um pouco nos lugares que eu gostaria de visitar e o que seria legal fotografar. Foi assim que acabei me decidindo, também perguntei para alguns amigos fotógrafos o que eu deveria levar. As respostas foram bem simples: "leva tudo!" haha como isso é impossível para uma pessoa viajando com uma mochila de 48L que ainda deveria ter roupas e o que eu mais precisasse... Bom, dor de cabeça, né?

Sim! Foi o maior peso que eu carreguei e ainda terei que carregar. Mas acredito que não tenha como fugir disso (talvez se eu fosse rica... Compraria um tripé de fibra de carbono e um notebook leve - mas volta a realidade hahaha). Por dias eu pensava em deixar meu tripé em qualquer lugar pela Europa, como se eu tivesse esquecido, pensei também em trocar por qualquer outra coisa que eu precisasse nesse tempo. Confesso que cheguei bem perto de fazer isso, mas por um momento de racionalidade, não me desfiz dele. Assim como outras coisas que estavam dentro da minha mochila. 

Com o tempo conseguimos perceber o que faz ou não sentido de ficar carregando por ai. Chega aquele momento na vida em que você precisa repensar o que é importante ou não. O que te faz feliz, e o que pode deixar passar. Viemos em tempos que o minimalismo é o 'must', que mais é menos. E acredito que, de fato, podemos viver com o necessário. Claro que o "necessário" varia de pessoa para pessoa. No meu caso, o necessário é não ficar com dor nas costas após ir de um país para o outro, ou ter que andar com a mochila nas costas por horas. 

Quando praticamos o desapego, seja em qualquer área da nossa vida, abrimos espaços para novas experiências, conhecimentos, pessoas, tudo e mais um pouco. A vida é feita de renovações, e se estamos sempre em movimento, esse movimento gera energia para viver o que há de bom por ai a nossa disposição.

Pelo meu caminho muitas pessoas falaram: "Mas você está viajando esse tempo todo só com essa mochila?" Amigo.. é porque você não carrega ela todo dia. Parece que aquele peso de que quando você arruma multiplica 10x conforme o tempo vai passando. Me peguei pensando várias vezes em como trocar ou comprar uma nova mochila, com certeza essa está na lista de prioridades. Quero carregar menos, bem menos.  

Mas enfim, o que eu levo então?!


Depois de pensar horrores, esse equipamento foi o que eu resolvi levar. Não acredito que tenha equipamento certo ou errado, seja para viajar, ou para trabalhar. Use o que ache necessário para fazer o que você gosta que é sucesso. Levei tudo dentro da minha mochila mesmo, mas arrumando para que nada fosse danificado, da certo. Acho muito trampo levar uma mochila só para equipamento. Mas vamos lá, isso é o que funcionou para mim:

1- Tripé:

Pense com muito carinho, em todas as possibilidades de uso. No meu caso, eu sofri, chorei e me irritei com ele. Pensei de verdade em deixar, ou trocar. Depois de um tempo ele me irritava só de olhar. Mas sabe aquele caso de amor e ódio? É exatamente isso que acontece. Em meses, sei exatamente todas as vezes que usei, posso contar nos dedos. Mas todas as vezes eu fiquei muito feliz de não ter deixado ele para trás. Com certeza vou continuar reclamando do meu tripé até conseguir um bem leve, bom e que me ame de volta. 

Mas se tem um conselho que eu possa dar. é: Você pode fazer fotos incríveis e fantásticas com o tripé, quando você estiver sob aquele céu estrelado, ou passeando a noite pela cidade e vê aquele rio iluminado, lindo com barquinhos brilhantes... bom, nessas horas você pensa no seu tripé e se arrepende dele não estar lá, dai você tenta arrumar uma pedra, um chão, ou qualquer lugar para apoiar a câmera, sem enquadramento sem nada, para conseguir aquela foto! Vou ser sincera, isso da certo as vezes :P já fiz muito.. mas é bem melhor ter o tripé, né?!



2 - Notebook:

Mais um no time dos pesos pesados da minha mochila. Outro que fiquei com raiva de ter levado. Esse é realmente um caso a se pensar. Dependendo do tanto de tempo que você quer viajar e pro que for... Pense bem!!! Talvez seja melhor não levar... Ai você me pergunta: "Mas como eu vou editar minhas fotos?" Amigo, a ultima coisa que você vai querer fazer viajando é editar foto, acredite em mim. Só se você depende disso, trabalha/viajando, ou tem algum vicio muito sério. Eu poderia me encaixar em todas essas situações, mas nesses últimos meses decidi me excluir de todas. E funciona!! Mas agora não posso deixar ele mais para trás como eu gostaria. 

3- Microfone / Disparador


Como eu viajo já pensando nos meus "por do sol", "nascer do sol" e estrelas, não teria como eu sair por ai sem o tripé e o disparador. Ele me ajuda bastante nas longas exposições e quando eu preciso manter a câmera sem movimento, ou simplesmente tirar foto deitada ou cochilando hahaha.  Também não consigo sair sem pensar em talvez captar o som dos lugares para tentar usar em algum vídeo, meu microfone não é grandes coisas, mas é pequeno e funciona.
Talvez possa fazer um post falando sobre disparador e fotos noturnas etc



4 - Câmera / Digital e Analógica / Lentes 

Bom, não tenho muito o que falar, sem câmera e sem lente, não tem foto... Até tem, mas não estou falando disso agora. Sim, tem muito o que falar, mas não quero me prolongar.
Carrego minha câmera linda, uma 6D da canon, e uma Zenit incrível. Uma 17-40 afinal, gosto de paisagem. E uma 50mm 1.8 para demais situações. Sinto falta de uma tele, mas não é prioridade. As vezes consigo usar de alguém por ai :D pessoas gentis nesse mundo 
E ai você me pergunta: "Porque uma analógica?" Gente, essa resposta é igual aquela: "porque vinil?" haha é simplesmente lindo, a estética é maravilhosa e me agrada demais. Todo o processo me faz arrepiar, todas as possibilidades e mistério que envolve o filme é incrível! 

5 - HD 

A muito tempo atrás (não tanto assim), eu pensava porque essas marcas de HD não faziam um para fotógrafos que viajam. Galera, bora juntar um slot para cartão de memória no HD e que passe automaticamente ou para nuvem ou para dentro do HD, gente imagina a vida como simples seria? não precisaria carregar note ou qualquer outra coisa para passar do cartão para o HD e para nuvem!? Whaaaat?! :o Resolvi pesquisar isso no google e descobri que é uma coisa nova e que existe!!! Acabou de sair... Sim eu deveria conhecer a pessoa que inventou isso, pensamos super iguais! :P 
Sempre estou com hd e isso não tem como fugir. É como faço meu backup, além de estar também tudo na nuvem. (sou muito contra a nuvem, mas não tive como fugir) Meus HD's são de 1 Tera cada, e a família só aumenta. 

** Além de outras coisas básicas e pequenas, como baterias extras, cartão de memória, filtros para lentes, adaptador para diferentes tomadas (esse suuuuuper importante! Já perdi foto porque não conseguia carregar minhas baterias) etc.

** Não levei flash. Quando precisei, usei uma lanterna (que eu uso para os trekkings) A partir daí, se tu esqueceu alguma coisa, o que vale é a criatividade!



Bom, galera é isso, dentro da minha mochila esses equipamentos são uma boa parte das coisas mais importantes, além do protetor solar hehehe. Tirando isso eu levo algumas roupas, ou comida pendurada como na foto acima :P  Leve o que combine e sempre deixe um espacinho. Tento sempre viver com o que a vida oferece e deixo espaço para coisas novas. 

O principal: não vire escravo do seu equipamento, lembre-se que ele é apenas uma ferramenta para chegar lá. O que importa é sua visão e tudo que você acha belo. Fotografe para você mesmo e se divirta fazendo isso. A partir do momento que você fica preocupado e pensando em mil coisas na hora de fotografar, é hora de parar, pensar e começar de novo.

Não expliquei o porquê de ter escolhido cada item ou marca x porque não achei muito necessário, mas em um futuro próximo posso falar dessas escolhas e porque eu ando por ai com tudo isso. Espero que tenha ajudado um pouco o pessoal ai que está na dúvida do que levar para viajar e fotografar, lembrando que é o que funciona para mim, pode ser que você precise de mais para ser feliz :P

Enfim, eu não consigo escrever pouco... Povo que gosta de fotografia e quer saber mais, pode me perguntar qualquer coisa, de pré produção até pós produção, fotografar e viajar etc. que eu escrevo posts sobre, bora compartilhar que é isso que faz com que a vida seja maravilhosa :D




You may also like

Um comentário:

Fernanda Prestes disse...

Imagino a dificuldade em arrumar a mala! Eu e meu marido somos fotógrafos e na hora de levar o peso ele quem sofre! rsrs Sempre levamos note, HD e tripé (ele faz questão do tripé..eu posso me contento em tirar fotos durante o dia rs). É um peso danado mas pra quem gosta..todo esforço vale à pena!

:**

www.fotografario.com.br